Subscribe:

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

PESSOINHAS FELIZES :)



Brilhem brilhem pessoinhas felizes que vivem na minha cabeça
Pulem pulem pessoinhas felizes
Vivam vivam
Me façam sentir bem
Me façam uma criança novamente
Com seus anéis e jóias reluzentes...

De fato
Meu fato
Meu gato
Meu fardo, está se tornando tão difícil
Me ajudem, pessoinhas felizes...

A dor....A dor...
Se instala tão lentamente
Tão devagar
Que posso sentir, cada pedacinho do meu corpo...Se esvair...

Esvaindo
Mudando
Transcendendo
Transcedental
Animal
Quem sou eu ou, apenas, o que sou afinal?

A primeira vez me mudou
A segunda vez te mudei
A terceira...não vai mais acontecer...

Eu me sinto anestesiada
Pode ser o efeito dos remédios....
Que remédios?
Os que eu invento pra aliviar a dor 'imaginária' que sinto.

(Tá eu sei que meu post ficou meio sem sentido...Mas aos poucos que se interessam, interpretem como quiserem)

Um beijo pra vocês!

•Ouvindo agora: Hurt - Nine Inch Nails


4 comentários:

Karla Hack dos Santos disse...

Lindo!
A felicidade interna é algo maravilhoso.

;D

Arianne Carla disse...

Tamy, o que importa é você entender o seu texto. Compreendo que é preciso deixar o leitor atento aos seus sentimentos e angústias, mas cabe ao leitor também tentar entender a mente oculta do escritor. E acredito quê, apesar de tudo, o seu poema expressou um sentimentalismo e intensidade em rimas, versos e estrofes. Como se um desabafo fosse transformado em eterna poesia.

Luana Gonçalves disse...

Não importa quais as palavras estivessem ai...
cada um interpreta da forma que achar melhor... ;D

Lindo Blog... E EU amei o que li *-*

Francorebel disse...

Morram pessoinhas felizes que me deixam neurótico e triste.


Bj!


F.

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •