Subscribe:

quinta-feira, março 31, 2011

AS COISAS JÁ NÃO ERAM AS MESMAS





Enquanto se banhava, a água quente fazia fluir seus pensamentos...Eram quatro da tarde de uma quinta-feira de inverno. Olhava pela janela enorme que pegava toda a extensão da banheira, olhava tudo do alto do 15º andar. A chuva fina estava lavando as vidraças dos outros prédios.
   A mão direita mantinha-se imóvel, segurando a borda da banheira., a mão esquerda segurava um cigarro..Ou melhor, MAIS um cigarro. Estava ali, naquela posição quase inerte, há uns 25 minutos. Não importava. Ele não tinha mais nada pra fazer mesmo. Sua vontade era até de sair dali, mas seu corpo não respondia. 
   Na sala havia uma garrafa de vinho sobre a mesa de centro, um copo meio vazio, um cinzeiro, algumas revistas velhas, que por sinal foram deixadas por Joane, já que era só ela que as comprava. O ambiente inteiro estava quase claro, dava pra ver os reflexos metálicos de uma colt sobre o sofá. No rádio tocava uma canção gradual à tristeza e depressão de toda aquela cena retrô-dramática.
   Levantou-se da banheira, colocou suas roupas, caminhou até a sala e sentou no sofá. Completou o copo e bebeu-o até deixá-lo novamente meio vazio. Olhou para a colt que estava ao seu lado, pegou-a, e disparou contra a porta que há alguns instantes, levemente se abriu. Havia atirado em Joane. Sua amada.


-Porquê, querido?
-As coisas já não eram as mesmas....Sinto muito.


(Tamires Alci)


•Ouvindo Agora: Lonely Day - System Of A Down

7 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Você manteve o clima depre o tempo todo, descrevendo muito bem o ambiente do conto e seu clima depressivo.Muito bom mesmo, parabéns.

Wellington Alkaz disse...

Parabens pelo texto!!!

~♥~♥~ disse...

Adorei o texto. Deu vontade de ler mais... Rsrs.
Ei, como faço para te seguir tbm? Ainda não sei mexer nesse blog.
Beijinho.

~♥~♥~ disse...

Já consegui... Seguinto o seu tbm.

Mosaicos de uma vida disse...

Nossa! Arrepiou e me surpreendeu. Seguindo, pois voltarei aqui outras vezes.

Rubi disse...

Eu não sei dizer o que é melhor, se o texto, a imagem ou a música.
Você se supera a cada post!

Poeta do entardecer disse...

Bah tudo induzia um suicídio e me surpreendo no final..gostei do sarcasmo, ou seria ironia, do final..Belo blog vou seguir..
Se quiser conhecer o meu blog:
http://lcambara.wordpress.com

Abraço!

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •