Subscribe:

sexta-feira, março 25, 2011

ANNIE

E vou caminhando devagar 
À beira do mar
Raspando os pés na areia
Sentindo o chão macio
Algumas vezes a água batendo...


Sandálias nas mãos
Calça dobrada
Cabelos soltos
Longos, ondulados e negros
Dançando ao sabor do vento.


Annie, sorria docemente ao ver as madeixas esvoaçantes
Seus olhos eram de um azul tão celeste
Que até mesmo o azul do céu a invejava
Por tão linda tonalidade.


Parou, sentou-se, ali mesmo, na areia 
Olhou no relógio...
Já eram quase 17:30
O sol estava quase se pondo.


Foi tomada pela inércia...
Do corpo...Não de pensamentos
Enquanto caminhava não pensava tanto
Depois que sentou-se começou a divagar.


Ouvia uma música
Behind Blue Eyes
E cantava junto:
"But my dreams, they aren't as empty
As my conscience seems to be
I have hours, only lonely
My love is vengeance
That's never free"*
De repente parou a música
E achou que tudo fazia sentido
"Eu tenho horas, de pura solidão"
De pura solidão?
Como aquele momento, ali na praia, deserta e não havia mais ninguém...
Passou alguns minutos, tentando achar alguém em sua mente com quem realmente pudesse contar, alguém que pudesse dizer a ela, que não estava sozinha...Foi em vão.

Deu por conta que o sol já estava se pondo
O céu estava num tom rosa-avermelhado, que era extremamente bonito
Os raios de sol coloriam a cena, antes preta e branca
E acentuavam sutilmente a sombra de Annie na areia.

Agora apenas cantava:
"And no one knows what it's like
To be hated
To be fated
To telling only lies"*

(Tamires Alci)


*Tradução: Mas meus sonhos não são vazios,
Como minha consciência parece ser
Eu tenho horas, de pura solidão
Meu amor é a vingança
Que nunca está livre.

**Tradução: Ninguém sabe como é
Ser odiado
Ser destinado
Para contar apenas mentiras.

5 comentários:

Barbara Nonato disse...

Horas de pura solidão... Tenho muitas e, confesso, todas elas me assustam. Como se fosse algo que nunca vai terminar e com o qual eu nunca vou aprender a lidar. Mais um post sensacional, que me fez refletir e me encontrar nele de alguma forma.
E abaixo a solidão!!! - ao menos por alguns momentos, para que a felicidade possa enfim chegar... (rsrsrs)

Hugo Green disse...

As vezes a solidão pode ser sufocante, eu acho que ver um por do sol pode nos tirar o pensamentos de solidão mas depois do por do sol vem o frio da noite misturada com a nossa solidão e que acaba levando a tristeza. Paz e Amor...

http://bloghugogreen.blogspot.com

bia santos disse...

Que saudades do mar...

Solidão é estar rodeada por mil pessoas e sentir a falta de apenas uma: Uma que não vai voltar nunca mais...

Alex Azevedo Dias disse...

A solidão pode ser um alegre reencontro consigo mesmo, e não um momento solitário. Às vezes precisamos estar sós, para não ficarmos solitários. Estar na solidão é estar consigo, é ser solidário consigo, e não solitário. Você é poetisa, sem dúvida nenhuma. Abraços...

Rubi disse...

Essa música, na minha época, era uma das mais tocadas. Mesmo quem não sabia nada de inglês, sabia cantar. E de fato, marcou a vida de muita gente. Parabéns pela citação.

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •