Subscribe:

segunda-feira, abril 11, 2011

CAMILA

Sentada aqui na poltrona da sala de estar 
Caminho pelo mundo que eu mesma criei
Criei para não precisar viver somente nessa aberração que todos chamam de "terra"
Criei o meu mundo, os meus lugares, as minhas pessoas
Criei os meus amigos imaginários...
Que provavelmente são muito mais reais que seus amigos de verdade.


Vivo claramente das coisas que me prendem à realidade
Como o colar que você me deu
Pra qualquer um pode ser uma coisa banal
Mas para mim, tem um valor realmente significativo
E valor nenhum no mundo poderia pagar as lembranças que isto me traz.


Diferente de tudo que um dia, meus olhos insensatos poderiam ver
Seu cabelo era negro, mas quando a luz do sol atravessava-os, refletiam um tom quase obsceno de ruivo
Quase obsceno era o seu olhar, contornado pelas sobrancelhas grossas
Quase obscenas eram suas mãos, com as unhas pintadas à um toque de vermelho
Quase obsceno era seu corpo, cheio de curvas
E obsceno mesmo era o seu sorriso, que mastigava toda a minha sanidade
Obscena mesmo era sua boca, rósea, carnuda, que me desejava, que me chamava, que me queria.


Que hoje não me quer mais...


Ainda estou aqui sentado na poltrona da sala de estar 
Agora vagando pelas minhas lembranças
Agora pensando em versos para escrever
Agora destilando a minha sanidade
Destilando um pouco do amor que eu ainda sinto por você.


(Tamires Alci)


•Ouvindo Agora: Piano Bar - Engenheiros Do Hawaii

5 comentários:

Arash Gitzcam disse...

morda a carne da espátula e arranque sangue...

H.c disse...

O que posso dizer se não...

Se alguem causa ainda pena a tua chaga
apedreja esta mão vil que te afaga
e escarra nesta boca que te beija.

Bom texto ^^

da uma lidinha nesse aqui.

http://freund-27desetembro.blogspot.com/2011/04/na-sombra-da-duvida-um-desabafo-os.html

*Acho que você vai gostar

Millena Blogueira disse...

O texto está muito bem escrito!Primeira vez no seu blog e gostei

Francorebel disse...

Gosto da ideia de vazio que os teus textos me passam.... melancolia, tristeza, solidão...

Muito bom mesmo.

Bj!

F.

Arnoldo Pimentel disse...

Seus texto são sempre profundos, cercados de uma atmosfera toda sua, uma solidão e um vazio muito bem colocados.Beijos

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •