Subscribe:

quinta-feira, abril 21, 2011

JOHNNY (3)

Carta 3 de 6 

Chegando em casa, meus pais encheram a minha cabeça, perguntando onde eu estava e fazendo o quê e dizendo que estavam preocupados...Não respondi muita coisa...Comi um lanche e fui pro meu quarto.

Passei o dia inteiro lendo e pensando naquelas estranhas pessoas que eu havia conhecido, gostei muito deles.

No outro dia, voltando da escola, passei novamente para falar com o pessoal, ficamos todos conversando e rindo, a gente se dava muito bem...Ouvíamos várias coisas, e eles foram me ensinando a gostar de Aerosmith, Guns N’ Roses, Whitesnake, Black Sabbath...

Todos os dias passava por lá, e à uma certa altura, já não me preocupava mais com a hora de voltar pra casa, eu viajava naquelas músicas e nos solos de guitarra, e aquelas pessoas estranhas passaram a ser a minha família...Era com eles os meus momentos mais felizes...A gente se divertia, ria, fazia Air Guitar e falava dos músicos fantásticos que a gente ouvia.

Mas eles tinham um pequeno defeito. A maioria usava drogas...E bom, minha mãe sempre disse pra eu não usar e não chegar perto de pessoas que usassem...Não adiantou muito.

Me batia uma curiosidade enorme sobre aquilo que eles usavam. Sempre me ofereciam, mas eu dizia: “hoje não cara”...
Até que um dia eu resolvi experimentar. Me deram um pouco de cocaína...Eu gostei da sensação, porém sabia que o que eu estava fazendo era errado, e isso me excitava ainda mais.

Não demorou muito tempo pra eu ficar viciado, eu usava, ficava um pouco ancioso e parecia que as minhas percepções aumentavam...Eu adorava aquilo. Esquecia completamente de que meus pais estavam em casa quase se matando...Queria mais é que eles fossem se foder.
Era sempre assim, eu chegava em casa, dormia, ia pra escola e quando eu voltava, lá estavam eles me esperando...Com aquela música apaixonante e seus sorrisos eufóricos.

Depois de alguns meses, passei a me lixar para qualquer coisa que pudesse me tirar da presença deles, eu realmente adorava-os, eram meus amigos, coisa que eu nunca tive na vida, por ser estranho ou isolado demais.
Eu passei a cabular aulas, me drogar mais, chegar em casa cada vez mais tarde. Meus pais nunca sabiam onde eu estava mesmo...


(Tamires Alci)

Continua...

7 comentários:

Caçador disse...

Gostei muito dos textos!! São intensos... parabéns


http://cacadores-de-deus.blogspot.com/

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Cocaína é para os fracos, cola de sapateiro q é bom. Aerosmith, Gauns e White Snake tbm é para os fracos. Ramones q é bom.

M!sunderstood disse...

^
^
^

Engraçado como tem gente que vem aqui só pra criticar...

M!sunderstood disse...

Aliás, se ele tivesse lido o texto decentemente, teria percebido que escreveu Guns e Whitesnake completamente errado u.u

J.R. disse...

Gostei do texto!! Vou ler a parte inicial!!! :)

Mayara Vieira disse...

A história é mesmo a realidade que muitos vivem, mais poucos conseguem sair.
A droga apenas acaba com a vida da pessoa e de quem está com ela.

Francorebel disse...

Seja bonzinho, Jhonny...

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •