Subscribe:

quinta-feira, maio 05, 2011

NIKI (PARTE I DE II)

É, vamos começar...




Eu já estava no meu carro, a caminho da festa, devia ser faltar alguns (poucos) minutos para as dez da noite. Enquanto fazia o trajeto rumo ao meu destino, eu clinicamente planejava o que iria fazer no dia seguinte. Estava de férias do trabalho, talvez eu devesse ir ao museu ou ao planetário...Ou simplesmente ficaria em casa, dormiria até tarde, comeria pizza no almoço e ficasse vendo alguns seriados na tv, estava em dúvidas.

Cheguei.
A festa estava ótima, muito bem arrumada e uma decoração exemplar, como sempre. Típico de Juliana, sempre dava ótimas festas. Luzes neon por toda a parte, garçons, tequileiros, havia até alguns strippers...O ambiente em geral, me chamou a atenção...Tudo competia por um tom retro-futurista. Parecia as vezes que eu tava num filme de 2100 ou às vezes eu pensava estar no "De volta pro futuro", porém caia perfeitamente bem aos meus olhos...Sempre gostei desse estilo meio novo. Assim que entrei tocava Futuristic Lover. Fiz um tour pela festa, falei com alguns amigos, olhei outros ambientes, vi gente se pegando por toda a parte, gente usando drogas...Sei lá...Não me incomodou.

Pedi um drink ao barman e sentei em um sofá que estava vazio no canto da sala. Era confortável e sua vista dava para a janela, então eu não ia me sentir "sufocada". Passaram-se alguns minutos, eu bebi mais um pouco, quando nas caixas de som, começou a tocar a nova música da Lady Gaga, Judas. Sorri e num momento descuidado, falei para mim mesma.

-Judas, Judas...Judas é o meu passado, aquele traidor.

Quando de repente me veio aquela voz familiar.

-Falando sozinha de novo? Parece que a terapia de ficar em casa sentada no sofá não está ajudando muito não é?

-Não estava falando sozinha Eduardo, não seja impertinente, é que até agora eu não tinha encontrado nenhum ser humano de inteligência avançada que estivesse sóbrio. Portanto resolvi comentar alguns fatos hipotéticos do meu passado com uma mente mais aberta...Se é que você me entende...

-Eu sei que está falando de mim...

-Não era necessáriamente...Era pra ser algo irônico.

Fez cara de confuso...

Nós dois rimos. Ele veio em minha direção. Levantei do sofá e abracei-o. Não fazia muito tempo que a gente havia se visto pela úiltima vez, mas eu sempre sentia saudade daquele sujeito estranho que, para mim, sempre pareceu ter síndrome de Asperger, apesar de ele negar. 

Tinha um jeito peculiar de se relacionar com as outras pessoas, era difícil pra ele distinguir ironias, por isso eu sempre as fazia...Acabávamos sempre rindo, porém, eu também nunca sabia quando ele estava sendo Sarcástico.

Fomos tomando umas e outras e nos distraindo, eu havia o conhecido quando ele estava cursando sua 3ª faculdade. Ele era cético, bem cético mesmo, porém nós vivíamos falando sobre religião, aliás, era um dos nossos assuntos favoritos, rendía-nos ótimas discussões, que duravam horas, assim como esta. 

Nós dois, numa festa, bebendo e discutindo religião...Fora do contexto, mas era o que gostávamos de fazer. E assim foi adentrando a madrugada, conversas, risadas, bebidas...Todo mundo dançando e conversando e se pegando...E se drogando. (Não, não era o nosso caso).

CONTINUA...

(Tamires Alci)

•Ouvindo Agora: Judas - Lady Gaga


7 comentários:

Karla Hack dos Santos disse...

Mas tem coisa melhor do que uma boa conversa - seja aonde e sobre o que for?!
Religião é um tema complicado, mas, com respeito e conhecimento pode ser argumentada sem problemas...

belo post1

;D

Pedro Paulo disse...

E aí, ficou no zero a zero mesmo?
Me pareceu que vocês tiveram um lance
maior que amizade...

the company of rock disse...

N vejo a hora de ter continuação kkk

http://www.slayerbrasil.blogspot.com/

Blog UaiMeu! disse...

A coisa mais legal da vida é encontrar alguem que a gente gosta pra conversar sobre qualquer coisa nao importa o assunto.
Abraço
http://uaimeu10.blogspot.com/

Matheus disse...

JUDAS!!!! quem é mesmo? LADI GAGA? quem é? nem Sílvio santos sabe saushahsuhasuhsas

Francorebel disse...

Ri muito quando o "Judas" chegou, rs.
Gente, quantas conexões, meu deus. Só não soou mais pós moderno porque vocês se drogaram.
Lindo, dá para imaginar toda a cena, todos os detalhes. Adoros descrições, não sei se você sabe.

Nota 10!

F.

Francorebel disse...

Vocês NÃO se drogaram, eu quis dizer.

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •