Subscribe:

segunda-feira, maio 02, 2011

PERGUNTAS

Eu penso sobre o que sou
Eu penso sobre o que fui
O que vou ser ou serei.


Tenha a bondade de não rir
Dessa alma antiga
Em um corpo jovem.


Desses pensamentos velhos
Em olhos tão claros e tão novos.


De tudo que se está a frente de seu próprio tempo
De seu próprio templo.


Não digo ser mais inteligente que ninguém
Digo apenas que não me conformo com as minhas mãos
Com os meus cabelos
Com os meus braços
Com eu ser tão jovem
Com eu ser tão "inexperiente".


São todos os olhares a te olhar de uma forma diferente
São várias perspectivas sobre um mesmo assunto
Um ponto visto de ângulos desiguais.


Não me olhe assim
Eu não gosto que me olhem assim...


Como se isso importasse.


Eu não sou a única com esses sentimentos
Ninguém nunca vai entender porque seus problemas sempre aparecem
E todos nós vamos continuar nossa eterna busca
Por respostas de perguntas que nem sequer chegamos a nos fazer.


Fome Insaciável por informações
Às vezes faz mal à saúde.


(Tamires Alci)


•Ouvindo Agora: Dead Horse - Guns N' Roses

4 comentários:

Juliane Bastos disse...

Tem momentos que enlouqueço sem ter as respostas das minhas perguntas. :/

Barbara Nonato disse...

As perguntas se misturam e os questionamentos surgem em nossas mentes como se suas respostas pudessem mesmo ser solução.

Mais um poema de cair o queixo!

Francorebel disse...

"Ninguém nunca vai entender porque seus problemas sempre aparecem"



Com certeza.

E viva os perturbados - como eu (nós?!).


NÓS.



Bj.

F.

bia santos disse...

Eu também me sinto antiga demais, sempre...

"Quando descobri todas as respostas, mudaram todas as perguntas"

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •