Subscribe:

quarta-feira, setembro 14, 2011

22 SIMPLES ASSIM

Está chegando 22
E esses versos eram pra ser ditos depois
Mas eu não aguento segurar
Meu coração está aflito
E ele quer falar.


Deixe que cante o encanto que nos tomou
Deixe que os versos se entrelacem
Como o amor que nos beijou
Como o dia na praia
Que se foi...Mas estará presente para sempre em nossas memórias
E nas nossas futuras histórias
Que alguém há de ouvir.


Vão passando-se os dias de cinco em cinco
É assim que os conto quando não está aqui
Quando não posso deitar no seu colo
E viajar pra bem longe...


Dedico-te esses versos
Como quem dedica uma canção
Uma canção que fale de amor
Em voz e violão.


Enquanto nossos cabelos se enrolam
O mundo passa lá fora
Passam-se as horas
As semanas e o mês
O ano ainda não passou
Mas deixe pra lá todos esses clichês.


Sábio foi quem inventou o amor
Que mesmo com dor
Soube ser feliz.


(Tamires Alci)


•Ouvindo Agora: Preciso Dizer Que Te Amo - Cazuza

4 comentários:

Matheus Salvino disse...

No meu caso, suspiro mais intensamente no 28.
O colo no qual deito me acomoda tão bem, nos outros 29 dias. No 28, em especial, me acomodo na ânsia, no nervosismo como se fosse início, na brincadeira de ser dois.

Abraço querida,
como gosto de seus poemas.

Samuel Avner disse...

O prazer de estar com a pessoa amada não se compara à solidão dos dias que ficamos sem ela. Lindo poema :)

http://rabiscosderealidade.blogspot.com/

Felipe Mendes disse...

Não sei como vc consegui se expressar assim tão bem! Serio mesmo!

http://blogfapfap.blogspot.com/

Filipe Dias disse...

Gostei, cheio de música, só falta o vioão, por que o Amor esta presente

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •