Subscribe:

quarta-feira, maio 16, 2012

MAL COMPREENDIDO

Eu estive sentado aqui
No corredor do seu apartamento
Eu tinha algumas rosas pra você
Eu tinha algum sentimento.


Eu tentei te ligar
Gritar
Chamar
Mas você não me ouviu
Sua raiva tampou seus ouvidos.


Eu chorei
Você pensa que homens não choram, não é mesmo?!
Eu chorei
Eu disse que estaria aqui
E eu estive
Mas você já não precisava mais de mim.


Enquanto eu encho um copo de whisky
Me pergunto o que eu fiz de tão errado pra você
Pra nunca mais poder ouvir sua voz
Pra nunca mais ao seu lado estar.


Bom, se você morasse em uma casa
Talvez as rosas ainda estariam lá
Bem onde eu as deixei
Mas eu acho que a faxineira as tirou.


Não sei se você leu o bilhete que deixei embaixo da sua porta
Estava tão linda aquela noite
E de repente
Tudo acabou.


E agora, é como se nada pudesse atravessar a sua mente
E evitasse disso acontecer
Eu só queria mesmo
Com todas as minhas forças
dizer...
Eu amo você.


(Tamires Alci)


•Ouvindo Agora: Misunderstood - Bon Jovi

1 comentários:

Beatriz Karen Lopes disse...

Obrigada pelos elogios, e vou adorar ter seu blog como parceiro. Pois é, são tempos difíceis para o amor-romântico em uma época que tem tudo pra ser a mais românticamente liberal da história! Acho que a liberdade, as vezes, nos torna frios... Valorizamos tanto o individualismo que nos sentimos invadidos na nossa liberdade por demonstrações de afeto e inseguros demais para demonstrar nossos sentimentos. É complexo. As vezes me pergunto se o que eu quero mesmo é um amor romântico ou um amor de verdade, de acordo com a sociedade atual. O poema é lindo, acho muito interessante a visão masculina do eu lírico sobre decepções amorosas... Beijos, e boa semana!

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •