Subscribe:

terça-feira, julho 17, 2012

ORDEM E PROGRESSO, SUA BUNDA É UM SUCESSO

Vamos brindar à intolerância
À MINHA intolerância
Isso mesmo. EU. MEU. MINHA.

Não vou falar dos outros
Vou falar de mim.

Será que é só eu que sinto um puta desgosto ao ver Dona Rosanne na TV reclamando de sua pensão de R$ 18.000?  


Será que é só eu que fico indignada com essa merda toda que vem acontecendo no nosso país?
Vem acontecendo não...Acontece desde sempre.
Até pra um drogado isso é muito pó pra pouco nariz.

Mais de R$500 milhões para as obras no Maracanã
E aí você me pergunta: "Porque não usar esse dinheiro na educação ou na saúde pública"
E eis que em verdade vos digo:
Não se investe na educação porque é mais fácil controlar uma nação burra, isso mesmo BURRA. 
Uma nação que engole os fatos, tragédias e desgraças que passam no jornal nacional, junto com a novela das oito, ou das nove, se preferir.
É como engolir um quilo de farinha com um copo d'água.

Você vê a CPI do Cachoeira, do rio e do caralho à 4. Vê desabamentos por causa da chuva, Favelas sendo tomadas, gente virando picadinho e entrando na mala...E você faz o quê? NADA. Sabe porquê? Porque daqui a pouco começa a novela, a vingança da Nina contra a Carminha é mais interessante do que pensar à respeito do que se acabou de ver...Não é mesmo? É melhor ficar se perguntando com quem o Jorginho vai ficar do que se perguntar: "Porquê ninguém faz nada? Será que só eu penso assim?"

É bem verdade que eu também vejo a novela, vejo porque gosto sim, não vou mentir...Mas não me deixo hipnotizar pelas emissoras de TV. Meus pensamentos ainda são MEUS. Minha revolta ainda é MINHA e enquanto eu viver, vou questionar.

Agora, em resposta à segunda pergunta: "Porquê não investir R$500 milhões na saúde pública....Ahhh essa ai tem diversas explicações. Vamos à elas:

1-Pra que investir em saúde pública podendo investir nos estádios por causa da Copa? O pobre não vai gastar tanto dinheiro assim pra assistir às finais de campeonato...O negócio é impressionar os gringos, quanto mais agradável acharem, mais tempo ficam, mais dinheiro gastam...Dinheiro esse que vai pro bolso dos corruptos lá em Brasília. Engraçado que falar 'Corruptos em Brasília' é quase um pleonasmo, se não é.

2- Saúde pública de qualidade pra quê?  Se sabemos que todas as grandes empresas que vendem planos de saúde tem um dedinho de nossos governadores, deputados, seja lá o que for. Um dedinho não né, humildade minha, uma mão...Um braço. Quanto mais pessoas fizerem das tripas coração pra pagar uma droga de plano de saúde dessas empresas (que não me cabe aqui citar nomes), mais dinheiro eles continuam ganhando e mais o pobre se fode. O pobre às vezes que tem um filho com problema de coração e não pode depender desses hospitais públicos. O pobre que quase não tem comida na mesa, mas realmente precisa pagar o plano porquê a mulher tem câncer.

Isso é justo?

É justo o pobre acordar às 4 da manhã, se arrumar, pegar um trem/ônibus lotado, aturar patrão filho da puta o dia inteiro, ralar feito um condenado, chegar em casa às 9 da noite e receber R$622,00? 

Não, não é justo. Não é engraçado. É ESCROTO! Assim como todo nosso país. país que escrevo agora com letra minúscula. Sim, porque é assim que nos vêem, em letras minúsculas e diria: Minúsculas e miúdas, aquelas do fim do contrato que ninguém lê. Mas esse é o caso, se a população realmente quisesse fazer alguma coisa, essas letras minúsculas no fim do contrato poderiam foder a vida de muito político por ai.

Mas pra quê se voltar contra o sistema né? Dá muito trabalho, "não adianta nada", não vai resolver.

Ahhh mas vamos deixar tudo como está: Ainda tem Carnaval, bundas enormes rebolando na tv...Se preocupar pra quê?

Deixa os gringos virem pra cá na Copa, a gente é um povo acolhedor não é mesmo? Acolhedor com toda sorte de drogas, de bebidas e de sexo fácil e barato. 
Pais estuprando filhas, mães jogando fora seus bebês, pessoas virando picadinho, filé à milanesa...Vai saber...

Enquanto nossos bombeiros, policiais e professores dão a vida salvando, protegendo e educando. A gente dá valor aos craques do futebol que ganham quantias exorbitantemente maiores que os anteriores. Nossos heróis são aqueles que se mantém 90 minutos dentro de um campo, correndo atrás de uma bola e depois vão pras boates, fazem suas festinhas particulares e enchem a cara de bebida. Nossos heróis são esses. Não são aqueles que salvam uma criança de um incêndio, que socorrem alguém que tomou um tiro. Afinal, nem sempre eles são bonitões feito os galãs da novela das oito não é mesmo?

E depois disso tudo ainda ousam ter na sua bandeira: "Ordem e Progresso"

Lembro dos tempos da escola: "Ordem e Progresso, sua bunda é um sucesso." Isso nunca fez tanto sentido.

Nós realmente temos do que nos orgulhar né?


(Tamires Alci)

5 comentários:

Francorebel disse...

Desencantou, irmã?
Arregaçou!

Essa merda toda nem sempre esteve aí. Todos nós temos construído isso... ao longo da história desse país....

... se temos o poder de construir, podemos desconstruir para erguer algo novo!

Bjão!

Jaqueline Bertoldo disse...

É Tamires, a coisa não está muito boa nesse país. Eu pelo menos me revolto todo dia com a situação do país e fico mais triste ainda vendo que, na verdade, não faço nada e não sei o que fazer. Ver todos os dias como os meios de comunicação juntamente com o governo tem causado cada vez mais o desinteresse da população pelo seu país. Simplesmente vive-se em uma sociedade onde as massas são controladas para não pensarem, para reproduzirem as besteiras que lhe são passadas e assim continuamos com o mesmo ciclo de dominados e dominadores. Alienação pura. Sempre me perguntei como os grandões desse país continuam dominando dessa forma inescrupulosa e revoltante sendo que compõem uma pequena minoria. E a grande maioria? Onde está? Por que aceita os roubos, a corrupção, o salário que não dá nem pra sobreviver? Ótimo seu texto, parabéns. Entretanto, preferiria que não precisasse escrevê-lo já que mostra a triste realidade que vivemos. Abraços.

Cyran Sole disse...

Que tal uma atitude? Vamos criar a associação dos eleitores do Brasil, e a gente vota e põe quem escolher lá, muita coisa pode mudar. É sóe ter gente disposta a investir umas 15 horas por semana pra começar a construir isso.
Gostei demais do texto, tu enxerga bem o que te cerca, toda a boa observadora,tem grande percepção das coisas.
Abraço

Monique Premazzi disse...

Não se pode fazer nada realmente. Quem somos nós perto da força escrota do governo? Ninguém tem vez não, infelizmente. Isso é o capitalismo e o Brasil é um país filho da puta que nunca terá jeito. Não importa quanto a gente se irrite e se preocupe, porque pobre e sem nenhum para oferecer a eles, nunca tem vez. Aquela história de que o "povo tem voz", é pura historinha pra dormir. Mas, não acredito que isso aconteça apenas aqui não, acho que em todo lugar é assim, só que não posso falar por onde nunca estive vivendo. Na verdade, não acho que nenhum outro país consiga ser tão escroto e desavergonhado do que esse que vivemos. Enfim, adorei o texto. Sua revolta me chamou a atenção e eu senti você falando por mim o tempo todo, mas eu já deixei de me importar por nada que nunca vai ter jeito. A minha alternativa é me mudar em breve. E já ia esquecendo... Obrigada pela visita lá no blog e pelo comentário, por ter gostado do texto *-*

Beijos,
Monique <3

Arnoldo Pimentel disse...

Boa tarde, se tiver um tempinho visite o blog do grupo de poetas que participo em Belford Roxo RJ, o Gambiarra Profana, e veja um trecho de nossa performance no Teatro Sesc Nova Iguaçu RJ, leia também o texto e se puder dê sua opinião no comentário, sua visita é muito importante pra nós. Desde já agradeço o carinho.
Link abaixo:

http://gambiarraprofana.blogspot.com.br/2012/07/malditas-belezas.html

Arnoldo Pimentel

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •