Subscribe:

quinta-feira, dezembro 27, 2012

MUDANÇA

O ponteiro do relógio vai se arrastando 
Mudam os segundos, as horas
E de repente o dia vira noite
A noite madrugada
Madrugada manhã 
E já é outro dia.

Mudam os tempos
Os ventos
E até as nuvens do céu
Caem os muros das cidades
E rasga-se a folha de papel
Rasga-se a felicidade de outrem
Não é culpa minha
Não é culpa sua
A culpa é de ninguém.

Ninguém, esse que deixou de ser alguém há tempos atrás
Há tanto tempo que você nem se lembra mais
Ou talvez se lembre
Visto que não faz questão de esquecer
Por mais que diga, diga que tente
E tenta não sentir.

Ahhh mudança de estações
Mudança de corações
Não se deixe inquietar
Tudo acontece no tempo certo, pequena garota.

E olha aqui quem quer falar de você
Alguém que não gosta de conselhos
E muito mal pode te entender
Apenas pense
Que poderia ser melhor
Se visses as mudanças ao redor de ti
Gostaria muito que pudesses sorrir.

E muda tudo
O tempo
O ventos
E até os desertos
Que se moldam e se movem à sua própria vontade.

(Tamires Alci)

1 comentários:

B. disse...

Como diz Heráclito "tudo está em movimento", ou seja, o mundo está em constante mudança. E cabe a nós, sermos também uma metamorfose ambulante, nos permitindo mudar. Muito bom, seu post!

Obs: Comecei a ler "A Cabana" que você tinha me falado, tenho gostado. E já garanti "A menina que roubava livros" tb. Quando puder assistirei o filme que indicou.

Feliz Ano Novo, guria!

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •