Subscribe:

quarta-feira, julho 03, 2013

CHEGA/VOLTA PRA CASA

É assim mesmo
Chega a noite com cheirinho de café
Chega o frio com cheiro de edredom
E travesseiro com cheiro de perfume.

Chega a chuva e o cheiro de terra molhada
De dia quase acabando
De mais uma semana perto de se findar.

Chega é essa saudade com cheiro de mãe
Com gosto de bolo
Com o sentir de um abraço
De um laço
Que não se desfaz com a distância
Com ânsia de que logo chegue dezembro.

Vem chegando é a lágrima
Que vez ou outra escorre dos olhos
Mas vem do fundo do peito
De dentro do coração.

Chegou foi mais um mês
Já passou metade do ano
Julho, 3
Saudade de vocês.

E chegam tantas coisas
A cada dia, a cada hora, a cada minuto
Sentimentos, sensações, cheiros, pessoas, lembranças.

É fato que já é noite
E de toda noite
Nasce um novo dia
E a cada novo dia
Me nasce a esperança
De ser menos um dia
Da minha volta pra casa.

(Tamires Alci)

-Ouvindo Agora:Dezembros - Fagner

3 comentários:

Arianne Barromeü disse...

A volta para casa é linda, mas esse meu julho está sendo branco.

Abraços, Arih

B. disse...

A distância é uma terrível e dolorosa inimiga. Mas faz da volta para algo/alguém, um momento grandioso.

Thaís. disse...

Uma delícia voar quando se tem um ninho amoroso para onde voltar. Lindo texto! ;*

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)

  •