segunda-feira, 23 de maio de 2011

SOZINHA PARA SEMPRE

Em quantos rostos mais eu precisarei me ver
E não me encontrar?


Em quantos espelhos meu reflexo irá refletir
Uma parte desconexa de mim?


Em quantos lagos morrerei afogada
A tentar capturar a imagem que vejo?


Eu não sei por quê...
Não sei por quê estou tão longe.


Que a minha alma descanse em paz
Em vida...


Fragmentos de todo o meu "eu"
Estão espalhados pelo chão
Eu não consigo encontrar a ordem correta
Talvez não haja uma ordem correta
Apenas me deixe sozinha mais uma vez
Sozinha mais uma vez...Para sempre
E eu irei me recompor...


De tudo o que eu vejo e mais ninguém vê.


(Tamires Alci)


•Ouvindo Agora: So Far Away - Avenged Sevenfold

6 comentários:

  1. Ótimo poema..... gostei muito sem solitário....

    ResponderExcluir
  2. ola adorei seu blog já estou seguindo..
    parabéns..
    se vc pode seguir o meu tbm agradeço..beijos
    http://novidadesdamaroka.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que fofo, parabéns! Continue assim ;D

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Tamires. Tem sucesso! rs

    []'s

    ResponderExcluir
  5. Talvez eu esteja pior q vc.

    ResponderExcluir
  6. bacana. to te segindo tambem!
    vlw

    ResponderExcluir

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)