sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

LIBERDADE

Sentou-se no sofá
Esticou as pernas sobre o puff
Para lhe acompanhar
Nada menos que uma xícara de chá.

Ligou e desligou a televisão por duas vezes
A luz do stand by ficou acesa
Todas as lâmpadas da casa
Apagadas.

Estava uma penumbra insólita
Era quase noite
O relógio marcava 18:40
Ainda assim, alguma luz entrava pela porta.

Uma carteira de cigarros acompanhava-lhe também
Somente isso
Era só ela e mais ninguém.

Podia fazer o que quisesse
Ficar pelada
Falar asneiras
E rir sozinha
Apesar de tudo
Conteve-se e atrelou-se mesmo foi à xícara de chá.

Muita gente achava que ela sofria de depressão
Mas a verdade mesmo é que ela atribuiu ao ato de ficar sozinha, uma palavra e ela se chamava LIBERDADE.

0 comentários:

Postar um comentário

•Expresse sua opinião de forma coerente
•Respeite os outros leitores
•Nada de palavrões
•Sem ofensas
•Evite escrever com o CAPS LOCK ligado
•Evitexx excrever axim também (Obrigada)
•Volte Sempre! :)